152º Aniversário da Congregação das Religiosas do Amor de Deus

“Sinto que Deus me chama para fazer o bem na terra”.

Reza a tradição que estas palavras as terá dito o pequeno Mariano Usera, quando comunicou aos seus pais, na tenra idade de 12 anos, a sua vocação para seguir Jesus na vida monástica.

E, a partir de aí, efetivamente, segue os passos de Jesus de quem se diz nos Atos dos Apóstolos que “passou fazendo o bem”. Atento às necessidades que o rodeava, nada nem ninguém o deixava indiferente.

1864. 27 de abril. Um dia pascal, um dia primaveril. Jerónimo Mariano Usera vê concretizada mais uma das suas criativas respostas às necessidades prementes da sociedade. Neste momento, a resposta que oferece é uma obra que perdura até aos dias de hoje: A Congregação das Irmãs do Amor de Deus.

152 anos depois, a Família “Amor de Deus”, como árvore que lançou os seus ramos em distintos países e continentes, celebra com gratidão e alegria o seu aniversário natalício.